Início > cultura, música, resenha > resenha: stadium arcadium – rhcp

resenha: stadium arcadium – rhcp

stadium arcadium por rhcpNascido na Califórnia em 1983, Red Hot Chili Peppers conseguiu ao longo de sua carreira “patentear” um estilo de som que mistura rock, funk, hip-hop e rap. Faturando com seu novo trabalho o topo das paradas da Billboard pela primeira vez.

Stadium Arcadium, é um álbum duplo composto por 28 faixas e possui uma produção impecável que eu particularmente não via faz tempo em bandas de rock.

A impressão que tive após escutar algumas vezes o álbum, foi que eles mesclaram bem a fase antiga com a mais recente, mas como não sou fã e tenho como parametro de comparação somente as músicas tocadas em rádio, não vou me atrever a fazer comparativos com fases anteriores da banda. Por isso, somente vou me ater a este último trabalho.

“mas e daí !? é bom ou não é?”

É criativo, é inovador, mas ao mesmo tempo não deixa de ser “repetitivo”, ou seja, não deixa de ser pop em nenhum momento, tendo sempre aquele refrão pegajoso, que cisma em grudar no ouvido. Sobre os arranjos, temos um baixo preciso e cativante do Flea, afinal o cara possui a fama de melhor baixista mundial não é atoa, Frusciante perfeito nos solos de guitarra e esbanjando muito groove na base, vocal de Anthony Kiedis e a batera de Chad Smith também excepcionais, junta isso tudo no mesmo saco e resulta em uma união muito agradável de escutar. Destaco as músicas com maior mais ênfase no estilo funk, são elas: Hump De Bump, Torture Me, Tell Me Baby, Readymade e Turn It Again.

Resumindo minha opinião sobre o álbum: considerei inovador, pois inevitavelmente acabo comparando com o que tenho em mente a respeito do RHCP, mas nem tanto, um mais do mesmo com gostinho de novo, seria a definição. Recomendo mesmo assim para as pessoas que curtem um som com pegada bem groove e parabenizo a banda por ter conseguido fazer um cd duplo com composições inéditas ter cara de top hit de rádio, o que acredito não ser fácil. Meu saldo final …

“um disco BOM, mas não é mais que isso”

Enfim, é isso galera … []’s.

ao som de: “Turn It Again” – Red Hot Chili Peppers

Categorias:cultura, música, resenha
  1. 28 maio 2006 às 11:39 am

    Acho que o melhor do Red Hot já rolou…
    Sei lá, tenho a impressão de um lance tipo “tem que fazer? Vamo lá fazer então…” Não que isso impleque em falta de qualidade, mas acho que de novidade.
    É isso.
    T+!

  2. 28 maio 2006 às 2:26 pm

    Grande tarso!!

    Tem um fator que pode gerar essa impressão tarso, o estilo proposto por eles ser muito amarrado e acabar enjaulando toda e qualquer "novidade" que venha surgir.

    Valeu camarada, ha sim!! parada do filme hein? ….:/ … vamos ver se marcamos algo, mas desta vez sem muita "compromisso", ve se liga!! … []'s

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: